Bem vinda e bem vindo ao Com Limites, Com Afeto.

 

Nossa Missão


Maternar e paternar não é fácil, embora possa ser bastante simples. Mamães e papais emcampam a missão de trazerem a idade adulta homens e mulheres emocionalmente saudáveis e empodeirados para viverem o seu melhor eu possível. Essa é também nossa missão. Junto com você vamos queremos ajudar milhares de famílias a educarem seus filhos Com Limites, Com Afeto, com muito amor sem permissividade, com disciplina e sem autoritarismo.

Criamos para isso vários canais pra acolher mamães e papais empenhados nesse projeto entregar ao mundo uma geração de adultos mais afetuosos e com limites claros.

Daqui do site você chega até todos os nossos conteúdos. Fica sabendo das novidades e o melhor de tudo, pode se especializar na maternidade e paternidade Com Limites, Com Afeto com nossos cursos e e-books.

O que andam falando de nós


Sobre a gente

Foto: Betina Humeres https://www.instagram.com/betinahumeres/

Eu sou a Bárbara, sou mãe de um lindo casal de filhos com 10 e 6 anos. Sou psicóloga, Gestalt terapeuta, especializada em desenvolvimento e terapia infantil. Tenho 16 anos de experiência com clínica de psicologia e em paralelo mais 7 anos trabalhando em escolas, desde a sala de aula à coordenação.

O que eu tenho para oferecer ao mundo é a minha simplicidade de trabalho, a forma lúdica e leve que eu ensino a ter uma vida mais tranquila a partir de uma maternidade e paternidade mais leve e fluida.

Com meu trabalho tentei, acertei, errei, aprendo, revi, estudei, melhorei. Com meus filhos tudo denovo.

Vivo o momento mais intenso de minha carreira de psicóloga hoje e dele posso compartilhar com muito amor muita coisa que aprendi até aqui.

Com Limites, Com Afeto é o meu norte de trabalho e com ele me aproximo muito das pessoas.

Para viver uma maternidade LEVE , Com Limites, Com Afeto vamos juntas!!!

E-book da chupeta




Ajudar seu filho a largar a chupeta não é bicho de sete cabeças!

O nosso jeito descomplicado de resolver problemas complexos com saúde emocional.

De repente o adulto me mostra uma super bike muito legal, com raios e fogos desenhados, ou um quarto cor de rosa e aquela super boneca que mexe os olhinhos, é muito legal, eu quero, quero, eu quero! Só eu tenho que entregar a minha chupeta pra ganhar a bike. Hummmmm.  A bike, o quarto, a boneca é tudo que a criança quer naquele momento e ela fecha o negócio, entrega a chupeta e fica com a bike.

A criança está colada ao presente. Ela não tem a mesma noção de passado, presente e futuro que nós temos. A criança ao ver a bike não reflete que ao deitar em sua caminha à noite, cansada e com sono, ela vai querer ter uma noite tranquila e que isso sempre acontece com a sucção da sua companheira, pois isso a acalma. Na hora de fechar o negócio ela não conseguiu ter a dimensão do que seria ter que se acalmar para dormir sem a sua amiga, mas trato é trato, dizem. 

Certamente ela vai encontrar um substituto real ou emocional para compensar a falta que a chupeta faz.

Histórias como essas são contadas todos os dias, e essas crianças carregam de forma velada um sofrimento emocional enorme, que se vê frente ao prato de comida, um choro inexplicável, uma raiva excessiva, etc.

Te ensinamos como prover o suporte emocional que a criança precisa para fazer essa despedida com segurança e sem consequências.

Método simples e eficaz que conduz família a uma despedida tranquila da chupeta feita COM LIMITES, COM AFETO. Vamos juntas!

Chegou a hora!

Você já está sabendo pelos nossos canais que preparamos com muito afeto um guia para famílias que vão fazer a despedida da chupeta de seus(as) filhos(as). 

E já está disponível o ebook da chupeta!  👋👋👋👋

-Há. Bárbara, tirar a chupeta é fácil, para que um guia?

Já sei, você ouviu falar de um método tiro e queda para tirar a chupeta da criança não foi?

Deixa eu ver se adivinho…

Você também conhece um adolescente ou adulto que rói unha ou morde caneta.  😲

Se nunca lhe ocorreu que essas duas coisas podem estar super ligadas vem comigo que o papo aqui vai ser bom. 💡

O e-book da chupeta é simples e essencial por quê?

  • Você tem certeza absoluta que seu filho está pronto para tirar a chupeta? 
  • Já te contaram das graves consequencias que uma despedida mal feita pode gerar?

A chupeta é uma fiel companheira que muitos choros já acalentou nessa vidinha que começa.

Não gere um prejuízo emocional numa criança. Estou aqui para lhe ajudar. Tudo que você precisa é das orientações certas e um cadin de paciência.  Estamos juntas nessa jornada! Estou certa de eu e você vamos conduzir essa despedida tranquilamente e seu(a) filho(a) não terá dedinhos chupados, unhas roídas, lápis mordidos, ansiedade, nem outras tristezas maiores.

 Sem dúvida essa não é uma tarefa fácil para os adultos e ainda mais difícil para as crianças.

Por muitos anos, autores de livros sobre paternidade, ensinaram nossos pais como criar seus filhos (nós) e dificultaram muito a despedida da chupeta, especialmente, orientando mães e pais daquela época a trocarem essa companheira noturna por bicicletas e quartos cor de rosa, só que muito sofrimento infantil e adulto decorreu dessas técnicas violentas. 

Já recebi em meu consultório muitos pais e mães orgulhosos em dizer que seu filho ou filha trocou a companheira por um brinquedo e nunca mais pediu a chupeta. Você com certeza também conhece alguém assim. Qualquer um, seja eu no consultório ou você entre seus familiares e amigos, se investigarmos um pouquinho aquela criança de pais orgulhosos, perceberá que tem nela uma ansiedade que se revela em frente ao prato de comida, se mostra com um brinquedo levado à boca, etc. Sem contar que essas crianças crescem e se tornam adultos que levam consigo esses prejuízos emocionais. 

O causo da chupeta

E vou confessar a vocês, aqui em casa não foi muito diferente com nosso primeiro filho. Quando ele tinha seus 2 aninhos ainda, nossa informação e referências eram muito semelhantes à que nossos pais tiveram, e talvez você também tenha. Seguimos o tradicional e acabamos trocando a chupeta do nosso pequeno grandão por uma coisa que ele queria muito, uma lindíssima bike verde. Ele achou a troca sensacional só que o coraçãozinho dele ainda não estava preparado para se despedir da companheira. Logo começou a roer unhas e a levar brinquedos à boca, o que faz até hoje aos 9 anos de idade.

Com a irmã pequerrucha foi bem diferente. Nossas referências haviam mudado um pouco, porém ainda não radicalmente nessa época. Mas por conta de uma gripe que ela pegou, nossa estratégia de retirada da chupeta acabou sendo bem diferente. Olha no que deu!

Uns dias depois de fazer uma retirada abrupta da chupeta ela ficou doentinha, e abaixo de dilemas acabamos devolvendo. Por um tempo extenso administramos a despedida da chupeta dela aos poucos usando a técnica que colocamos agora para todos nesse e-book. 

O resultado foi diametralmente oposto. Ela se sentiu muito segura nesse processo e agora com cinco aninhos já consolidou totalmente a despedida, sem nunca ter levado a mãozinha à boca para roer unhas, nem leva os brinquedos à boca. Ela está em paz com a despedida.

O que fazer

Agora temos uma tática nova, simples e testada, não só aqui em casa como em muitas crianças que transitaram pelo meu consultório, pelas escolas nas quais trabalhei, filhos de pais e mães que fizeram Apoio Parental e todas as crianças beneficiadas com o poder mágico do amor dos cursos Com Limites, Com Afeto.

Muito simples e muito mais fácil de se aplicar do que as técnicas tiro e queda, pois não gera sofrimento aos pais, às crianças e muito menos aos adultos nos quais elas vão se tornar.

Se você é daquelas que já sabem ou estão em dúvida se chegou a hora do miúdo ou da miúda se despedir da chupeta, se liga que o seu guia prático está aqui. 

Mãe, pai ou cuidador, você é atento e sabe que o amor paterno e materno se expressa mais do que nunca nas grandes dificuldades. Faça ferver de amor o coraçãozinho dos seus miúdos com a melhor técnica de despedida da chupeta sem gerar prejuízos emocionais.

Agora, se você acredita que uma retirada da chupeta jamais pode estar relacionada com as tampas de caneta BIC® mordidas nos escritórios mundo afora; se tens certeza de que a ansiedade dos comilões ou quem nada come, não tem nada a ver com retiradas de chupeta; que unhas o pessoal rói porque é gostosinho mesmo: então, obrigado por chegar até aqui, mas não temos nada para lhe oferecer.

Que bom que você decidiu seguir com a gente, não se preocupe, vamos juntos que eu te ensino. É simples, totalmente possível, só exige seu tempo e dedicação. Sua criança vai aproveitar os benefícios da dedicação do seu amor materno e paterno para o resto de sua vida. Daqui em diante você vai aprender como saber a hora certa de largar a chupeta, tanto para os cuidadores quanto para a criança, e como dar esse passo super importante na maturidade do seu bebezão que agora cresceu. Faça com segurança e com a certeza da qual os adultos precisam para conduzir esse processo.

Porque agora

Tempo é único, não retorna, não acumula e fica mais escasso a cada dia que passa. Sem dúvida o ativo de maior valor na humanidade. Quando falamos do tempo de uma criança é mais valioso ainda. A criança tem no máximo 4380 dias para viver a melhor e mais importante fase de sua vida, a infância. Tenho certeza de que se você pudesse dar ao seu filho mais um dia, que fosse, para viver a ternura da infância não exitarias nem 1 minuto. Só que eu não tenho um DeLorean pra te oferecer uma viagem no tempo. É certo que você não quer que seu filho gaste o valioso e cada vez mais escasso tempo da sua infância com sofrimentos emocionais. Isso sim é que desperdiçar um tempo precioso.

Que tal então otimizar o tempo de prazer e felicidade do seu filho na infância evitando sofrimentos emocionais que são levados com ele para a idade adulta?

Vou te falar como, é simples, quanto mais leve e feliz for a infância mais qualidade terá o tempo do teu filho. Há, mas assim ele vai crescer mimado e sem chorar??? NÃO! Frustração e choro fazem parte da qualidade da infância e são importantes quando na medida certa e não se preocupe, ele ainda terá mil pequenos motivos que vão lhe frustrar e fazê-lo chorar. O que não pode acontecer é carregar sofrimentos que ainda vão permanecer vivos nesse adulto que vai surgir quando seu filho crescer.

Te digo que eu, com meu próprio filho, dediquei muito tempo até descobrir como fazer para evitar o sofrimento emocional com a despedida da chupeta. E foi só graças a minha segunda filha que consegui, 5 anos depois, desenvolver esse método.

Mas você e seu filho não tem que esperar, já que esse método não mais precisa ser criado, ele está pronto e ao alcance da mão.

Vocês não tem que perder tempo nem acumular sofrimento. Está pronto e testado, é só aplicar.

Fique atenta, a cada dia que passa o tempo da vida do seu filho é mais escasso. 😉

Porque essa é a melhor maneira de resolver

Toda criança que usa chupeta um dia para. 

  • Você sabe qual é a hora certa de tirar?
  • Sabe o que tem que fazer para ela não roer unha?
  • Como vai lidar com a saudades da companheira chupeta?
  • E se ela ficar doentinha quando ainda precisa muito da companheira?
  • O que fazer numa recaída?
  • O que saúde emocional tem a ver com tirar a chupeta?

Se você entrou nessa página é porque já ouviu falar que tirar a chupeta da forma errada tem graves consequências para as crianças. Estamos falando da saúde emocional de seu(a) filho(a).

As técnicas tiro e queda que você já conhece retiram a chupeta da noite para o dia, como em um passe de mágicas, a criança nunca mais pede. E realmente, não PEDE mais, só que continua QUERENDO muito. E no lugar da chupeta a criança emocionalmente coloca alguma outra coisa.

Nenhuma técnica tiro e queda garante que a companheira não será substituída por um dedo na boca, uma unha para roer, um lápis para morder, ou pior, ansiedade. 

Nesse e-book a gente te traz uma nova estratégia já testada, simples e eficiente, que faz a despedida da criança sem prejuízos emocionais. Aqui você vai aprender a detectar se está na hora certa da criança se despedir, a ver se a família já está preparada para iniciar o processo. Qualquer pessoa pode entender e aplicar o método que está completo, em apenas 30 páginas. É muito simples de ser executado.  Pai, mãe, irmãos, avós, cuidadores, babás, e qualquer um envolvido no processo que queira participar. 

Verás que é simples e só exige amor, dedicação e paciência para garantir a saúde emocional do seu filho(a)

Porque seu filho(a) merece despedir-se da chupeta COM LIMITES, COM AFETO ? 

Porque uma criança emocionalmente saudável cresce em um ambiente acolhedor e seguro. 

Expresse agora seu amor incondicional ao seus filhos e dê a eles o bem mais caro e poderoso que uma pessoa pode ter, saúde emocional.

Te ensinamos como prover o suporte emocional que a criança precisa para fazer essa despedida com segurança e sem consequências.

Adquira o ebook com nosso método, ele é simples e eficiente, conduz a família a uma despedida tranquila da chupeta feita COM LIMITES, COM AFETO. Vamos juntas?!